FRESP no facebook FRESP no Instagram FRESP no YouTube

Rodovia dos Tamoios: acesso seguro e ágil ao litoral norte de SP

11/04/2018

Com 21,6 quilômetros de novas pistas, a duplicação do trecho de Serra da Rodovia dos Tamoios representa a modernização do corredor logístico para o turismo e economia das regiões do Vale do Paraíba e litoral norte do Estado. Trata-se de um desafio em termos de execução de obras, pois 15,45 quilômetros do trecho são viabilizados por meio de túneis e viadutos, protegendo a flora e fauna da região.

O trecho de Planalto foi entregue duplicado pelo governador Geraldo Alckmin em 2014, ampliando em 98% a capacidade das pistas. O projeto já levou à redução do tempo gasto pelos motoristas para percorrer os 49 quilômetros de extensão entre São José dos Campos e Paraibuna.

Com um traçado moderno, a nova pista será utilizada para atender o tráfego de subida da Serra, sentido São José dos Campos, e contará com duas faixas de rolamento e acostamento, permitindo que o tempo de viagem seja reduzido significativamente. A previsão é de que trafeguem no novo trecho, por dia, cerca de 35 mil veículos.

A pista atual do trecho de Serra será utilizada somente para descida, sentido Litoral, e passa por diversas obras realizadas pela Concessionária Tamoios, muitas delas já concluídas, como ampliação de curvas, iluminação, melhorias do pavimento e sinalização.

Projeto

As obras têm previsão de conclusão para dezembro de 2020, com a geração de 2.238 empregos diretos, incluindo a administração da rodovia. São 22 frentes de trabalho, representando um avanço de 32,28% do total da duplicação.

A duplicação tem 85% da sua área no Parque Estadual da Serra do Mar, o que é um desafio ambiental e de engenharia. Por isso, o projeto é composto por túneis e viadutos, representando cerca de 72% do total da obra, preservando ao máximo a mata e a diversidade ecológica da região.

As intervenções dos Contornos (Norte e Sul), com 33,9 quilômetros e passando pelas cidades de Caraguatatuba e São Sebastião, estão atualmente em construção sob responsabilidade da DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A. Quando o trecho estiver concluído, passarão a ser administrados pela Concessionária Tamoios.

Preservação

De acordo com o gerente de Meio Ambiente e Segurança do Trabalho da DERSA, Marcelo Arreguy Barbosa, os desafios da duplicação da Rodovia dos Tamoios já começaram no processo de licenciamento ambiental e concepção do projeto, uma vez que o empreendimento afeta comunidades, Unidades de Conservação, áreas com vegetação da Mata Atlântica e rica em animais silvestres.

“Compatibilizar uma obra desse porte com as questões ambientais envolve, inicialmente, a adoção de uma série de medidas preventivas e de controle no projeto de engenharia, tais como estudos de alternativas de traçado, otimização do balanço de materiais e minimização de cortes e aterros, sistema de contenção de produtos perigosos, passagens de fauna, barreiras de ruído, entre outros”, destaca o gerente de Meio Ambiente e Segurança do Trabalho da DERSA.

Executar uma obra da dimensão da Tamoios com o menor impacto ambiental possível, em especial nas áreas de preservação da região, exige a implementação rigorosa dos Programas Ambientais, que buscam controlar e amenizar os impactos. “De maneira geral, o projeto exigiu, principalmente, o controle de processos erosivos e de assoreamento de corpos hídricos, controle da supressão de vegetação, resgate de fauna, flora e arqueológico, controle da poluição, organização e limpeza em canteiros de obra”, explica Marcelo Arreguy Barbosa.

Uma das medidas compensatórias implementadas pela empresa é o depósito de 0,5% do valor do empreendimento a ser destinado a Unidades de Conservação, bem como a restauração florestal em áreas de preservação dos mananciais, por meio do plantio de mudas nativas.

Contornos

A Nova Tamoios Contornos tem a visão de atender as necessidades locais da área, colaborando com o fluxo dos usuários, desviando da área urbana o tráfego de passagem, sobretudo de caminhões, e o trânsito de veículos pesados que seguem para o Porto de São Sebastião.

“Com a Nova Tamoios Contornos, o trânsito rodoviário será deslocado para uma via perimetral, reduzindo o tempo de percurso para 20 minutos. Com mais de 33 quilômetros de extensão, a nova estrada facilitará muito a vida de quem mora ou acessa o litoral norte”, afirma secretário de Estado de Logística e Transportes e presidente da DERSA, Laurence Casagrande Lourenço.

“Além de aumentar a mobilidade na região e o acesso dos turistas, os contornos possibilitarão a chegada mais rápida e segura ao Porto, que terá sua capacidade de movimentação de cargas ampliada, melhorando o escoamento de mercadorias produzidas no Vale do Paraíba e no polo de Campinas, duas das áreas mais desenvolvidas do Brasil”, ressalta o gerente da Divisão de Obras da DERSA, Pedro Paulo Campos.

Atualmente, o empreendimento apresenta 83,95% de avanço. “Os maiores desafios para execução das obras no trecho Contornos são as grandes extensões de túneis construídos, o grande volume de solo mole na região, sendo necessária a execução de diversos aterros estaqueados e a execução de ações próximas a bairros populosos, com topografia desfavorável” acrescenta o gerente da Divisão de Obras da Dersa.

Modelo

Secretários e gestores de outros Estados brasileiros já realizaram visitas à Rodovia dos Tamoios, cuja concessão foi realizada através de Parceria Público-Privada, para conhecer o modelo. Ao promover o evento, o Governo do Estado abriu as portas para dialogar com essas esferas da administração pública que manifestaram interesse em saber mais sobre as com a iniciativa privada.

“Estamos contentes de sermos considerados modelo nos quesitos de segurança administrativa e eficiência operacional. Nossas equipes trabalham com dedicação e foco no usuário”, comenta o presidente da Concessionária Tamoios, Marcelo Stachow.

Fonte: Portal do Governo

 

Voltar