FRESP no facebook FRESP no Instagram FRESP no YouTube

FRESP participa do 1º Encontro de Comunicadores da CNT

06/06/2019

Atuar em rede para fortalecer o setor transportador. Com este objetivo, a Confederação Nacional do Transporte realizou na última semana, em Brasília (DF), o 1º Encontro de Comunicadores. O evento propôs a criação e estruturação de uma rede interna de informação e de comunicação do Sistema do Transporte – CNT, SEST SENAT e ITL.

Reunindo assessorias de comunicação e representantes de diversas instituições que compõem a CNT, o encontro propôs a criação e estruturação de uma rede interna de informação e de comunicação para o fortalecimento do setor de transporte como um todo (de carga a passageiros, passando por todos os modais). Respeitando as características, as políticas, e os objetivos das instituições, a proposta gira em torno de tornar a comunicação mais ágil, eficiente e abrangente. Isso por que, ao atuar em rede, abre-se a oportunidade de somar conhecimentos e capacidade operacional.

A FRESP foi representada pela assessora de comunicação Monise Radau, da empresa MR Comunicação, que há oito anos presta serviço para a Federação nas áreas de assessoria de imprensa, produção de conteúdo e gestão das ferramentas de comunicação. “Numa iniciativa pioneira, a CNT uniu entidades de todo o Brasil em prol de uma comunicação mais eficiente, estratégica e de resultado. Foi um dia realmente produtivo, durante o qual pudemos conhecer mais a fundo o trabalho desenvolvido pela CNT e entender de que forma podemos unir forças também na área de comunicação”, ressalta.

O presidente da CNT, Vander Costa, falou justamente sobre a importância de ouvir as bases para desenvolver uma comunicação que tenha velocidade, multiplicidade e transparência em todas as pontas.

Afinal, a reputação é o maior ativo de uma empresa e/ou instituição nos dias atuais. E apenas por meio de uma comunicação pensada estrategicamente é possível estruturar, consolidar e manter essa boa reputação. “As assessorias de imprensa e de comunicação se tornam cada vez mais importantes neste cenário onde as fake news imperam graças à agilidade das redes sociais”, pontua Helenise Brant, assessora de imprensa da CNT.

Patrícia Marins, especialista em comunicação institucional do Grupo InPress, ressaltou ainda que a nova comunicação exige contar boas histórias e criar experiências. “É preciso entender todos os públicos com os quais você interage e conversar com cada um deles de maneira efetiva, transparente e ágil”, reforça. “Neste sentido, organizações em rede são sempre muito bem-vindas”.

Vale ressaltar que a plataforma criada por técnicos de informática e jornalistas da CNT para esta comunicação em rede está sendo desenvolvida, levando em consideração as sugestões feitas pelos comunicadores durante o Encontro.

 

Voltar