FRESP no facebook FRESP no Instagram FRESP no YouTube

Réveillon na Paulista 2020 movimenta mais de R$ 648 milhões na economia da capital

08/01/2020

A festa do Réveillon na Paulista 2020 movimentou R$ 648,72 milhões na economia paulistana. O número é resultado de pesquisa e levantamento realizados pelo Observatório de Turismo e Eventos da cidade, que entrevistou 1.257 pessoas.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a festa levou à Avenida Paulista cerca de 2 milhões de pessoas (público rotativo). Desse total, 59% (1,1 milhão) eram moradores da própria capital, enquanto 18,9% (377 mil pessoas) eram moradores da região metropolitana de São Paulo (maior parte de Guarulhos). A pesquisa também apurou, por amostragem, que 14,72% (294 mil) do público era de outros Estados do Brasil, enquanto 7,16% (143 mil) vieram de cidades do interior do Estado de São Paulo (destaque para Campinas). Apenas 0,24% (4.773) eram estrangeiros.

A estimativa de movimentação econômica é obtida a partir do gasto médio considerado para cada tipo de turista, levando-se em conta também o tempo de permanência na cidade. Na média geral, os entrevistados deram nota 8,7 para o evento. A nota mediana foi 9 e a moda, ou seja, o número que mais vezes apareceu entre os entrevistados, foi 10. O público satisfeito e muito satisfeito somam 96%.

Perfil de público

Em termos de gênero, o público no Réveillon da Paulista 2020 estava equilibrado, com 50,4% dos entrevistados declarados como homens.

Entre os visitantes vindos de outros Estados, a maior parte era de Minas Gerais (2,5%) e do Rio de Janeiro (1,8%). Paraná, com 1,4%, e Bahia, com 1,0%, aparecem na sequência, entre os turistas brasileiros que estiveram na festa da Avenida Paulista.

A extensa pesquisa apurou também os motivos que trouxeram esses turistas para a comemoração do Réveillon em São Paulo e a faixa média de idade desse turista. A maior parte estava entre 18 e 24 anos, com uma fatia de 33,2%. A faixa etária de 30 a 39 anos aparece em seguida, com 21%.

As atrações musicais foram a motivação apontada por 25,8% do público. “Curtir a avenida” (21,9%) e “Assistir à queima de fogos” (16,1%) também se destacam entre as respostas.

Entre as atrações do evento, a mais aguardada era Anavitória (42,4% dos entrevistados), seguida de Lulu Santos (38,9%) e Marcos e Belutti (25,5%).

Em relação aos meios de hospedagem, 25% disse estar hospedado em casas de amigos e parentes e 22,7% em hotéis e flats. A média de pernoites foi de cinco dias.

Outras atividades também preencheram o tempo desses turistas, como compras (27,6%), gastronomia (26,4%) e passeios turísticos (19%).

A maioria dos entrevistados veio à Paulista com a família (32,1%) e com amigos (31,2%), enquanto 13,6% vieram em casal. A grande maioria chegou à Paulista de metrô (64,4%), seguidos de uma parcela de 19,9% que chegou de ônibus e 16,4% de carro.

No grupo de entrevistados, 31,6% estão vindo pela segunda vez ao evento, e 31% vieram pela primeira vez. Os que estão vindo pela terceira vez representam 16%.

Avaliação do evento

Os itens mais bem avaliados foram: “A localização do evento é ótima” (98%), “Cheguei à Avenida Paulista com Facilidade” (97,1%) e “Acredito que a Prefeitura deve continuar investindo no Réveillon de São Paulo mesmo sem patrocínio” (96,7%). A sensação de segurança foi de 77,7%.

Fonte: SPTuris

 

Voltar